titulo_isidoro.png
titulo_isidoro.png
fx-bg.png

RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS NO CÓRREGO ISIDORO,
BELO HORIZONTE - MG

icon arvore.png
icon meta.png
icon indic.png

PRINCIPAIS OBJETIVOS

(a) Recuperar a qualidade da água no córrego de Macacos, tributário do Ribeirão Isidoro  (Ocupação Vitória). 

(b) Recuperar as nascentes degradadas na área da ocupação Vitória.  

(c) Recuperar as matas ciliares degradadas e contaminadas do córrego Macacos (ocupação Vitória).

(d) promover ações de capacitação, motivação, inclusão social e para melhorar a articulação com os agentes públicos nas questões ambientais e também contribuir para a melhoria das condições de saneamento, infra-estrutura urbana.

As comunidades participaram da elaboração desta proposta e a sua participação do projeto já está formalizada pelos respectivos lideres comunitários.

O programa de educação ambiental aqui proposto visa treinamento e inclusão das comunidades nas etapas do projeto executivo. 

Planilha Orçamentária

planilha_orcamento_1.png
meses_orcamento.png
 

METAS

Meta 1.1 - Diagnóstico de impactos e riscos nos setores 1 e 2, mapeamento e planejamento dos estudos ambientais.

Meta 2.3 - Ações de plantio nas áreas degradadas dos setores 1-A e 1-B (6.500 mudas).

Meta 1.2 - Planejamento das  ações de recuperação,  licenciamento das  ações recuperação e início do monitoramento das águas.

Meta 2.4 - Ações de recuperação nas áreas reflorestadas  e 33 fossas ecológicas.

Meta 2.1 -  Recuperação da mata ciliar (13.000 m²) e recuperação de de áreas em torno das nascentes (13.000 m²).

Meta 2.5 - Ações de monitoramento nas áreas degradadas no Setor 2 na Ocupação Vitória.

Meta 2.2 - Ações de recuperação
nas áreas degradadas e instalação de 33 fossas ecológicas.

Meta 3.1-  Ações de avaliação nas áreas  recuperadas (setores 1 e 2).

 

INDICADORES DE RESULTADOS

META 1.1

Dez/2021-Fev/2022

1) Aquisição de dados socioambientais para embasar as ações comunitárias, programa de saneamento,  ações de recuperação e do monitoramento ambiental.
 
2) Determinação das estações de monitoramento ambiental .
 
3) Determinação do locais com maior erosão da mata ciliar das
nascentes e córregos no Setor 1.
 
4) Pesquisa e escuta: coleta de dados, elaboração do diagnóstico e inventário da situação local (diagnóstico social).

META 1.2

Mar/2022-Mai/2022

1) Elaboração do plano de saneamento ambiental. 
 
2) Programa de biomonitoramento participativo da qualidade do ambiente aquático.
 
3) Monitoramento da qualidade da mata ciliar das nascentes e córregos.
 
4) Identificação das lideranças, formação e criação de comissões e grupos de atuação.

META 2.1

Jun/2022-Ago/2022

1) Contenção de assoreamentos e drenagens nos córregos e nascentes dos setores 1-A  e 1-B.
 
2) Biomonitoramento da qualidade de água.
 
3) Compreensão dos laços comunitários, das responsabilidades de cada morador em cuidar dos espaços públicos, solidificação das relações sociais e do convívio comunitário.

META 2.2

Set/2022-Nov/2022

1) Monitoramento da estrutura e composição da vegetação ripária.
 
2) Instalação de 33 fossas ecológicas TeVap no setor 1-A. 
 
3) Biomonitoramento participativo da qualidade água.

4) Formação dos grupos de trabalho (oficinas).

META 2.3

Dez/2022-Fev/2023

1) Plantio de mudas na mata ciliar das nascentes (setor 1-A).
 
2) Plantio de mudas na mata ciliar e agrofloresta nos córregos do setor 1-A. 
 
3) Plantio de mudas na mata ciliar e agrofloresta nos córregos do setor 1-B.

4) Plantio de mudas na mata ciliar e agrofloresta no córrego Macacos.
 
5) Biomonitoramento participativo da qualidade água 
 
6) Ações comunitárias (a definir).

META 2.4

Mar/2023-Mai/2023

1) Monitoramento do estabelecimento das plantas no setor 1-A e 1-B.
 
2) Instalação de 33 fossas ecológicas no setor 1-B.
 
3) Biomonitoramento participativo da qualidade água .
 
5) Ações comunitárias (a definir).

META 2.5

Jun/2023-Ago/2023

1) Biomontoramento participativo da qualidade de água.
 
2) Avaliação e quantificação das áreas com erosão das nascentes e córregos.
 
3) Ações comunitárias (a definir).

META 3.1

Set/2023-Nov/2023

1) Oficinas/Workshop para a apresentação de resultados finais do projeto, seja para o público interno, seja para o público externo com as conclusões do monitoramento da qualidade de água, do solo e da vegetação e das ações de recuperação executadas.
 
2) Publicações científicas, didáticas e de extensão e divulgação em geral.  Edição de um livro sobre o projeto.
 
3) Avaliação externa dos resultados obtidos pelo projeto, incluindo as ações de capacitação e motivação das comunidades.
 
4) Avaliação final das ações comunitárias.